quarta-feira, 20 de outubro de 2010

PSOL NO BLOG DA FOLHA

O PSOL em Pernambuco vai debater nesta quinta-feira o apoio nesse segundo turno presidencial. Com a resolução da Executiva Nacional apontando para "nenhum voto a José Serra (PSDB)" ou o "voto crítico" na candidata Dilma Rousseff (PT), o diretório estadual reabrirá suas portas para um debate comandado pelo presidente estadual da sigla, Edilson Silva.

Ex-candidato a governador, o psolista Edilson adiantou que a opção por Serra foi descartada antecipadamente pelo fato de o tucano vir a governar ao lado de "muitas forças truculentas". "Que usam da posição política para esmagar as diferenças. Tratam opositores como terroristas. Isso preocupa muito o PSOL", afirmou Edilson por telefone ao Blog. Segundo ele, o partido encontra-se dividido. Boa parte pretende votar em Dilma Rousseff, enquanto outra defende a anulação do voto. Essa segunda opção é defendida pelo presidente nacional, Plinio de Arruda, e pela vereadora alagoana Heloisa Helena. Os três deputados federais eleitos, no entanto, Chico Alencar (RJ), Jean Wyllys (RJ) e Ivan Valente (SP), defendem voto na petista.
Questionado sobre qual será o seu posicionamento,Edilson disse ainda não ter decidido entre as duas opções da sigla, mas irá ouvir primeiramente os filiados e militantes. Ele fez questão de ressaltar que o voto em Dilma não significaria apoio ou participação em governo. O comitê será reaberto com um debate com lideranças de entidades de direitos humanos, intelectuais da academia e entidades que lutam pela reforma urbana. Todos vão debater e propor encaminhamentos para dar visibilidade à opção "nenhum voto a Serra". Muitos psolistas têm parodiado a música do grupo de forró "Calcinha Preta": "Dilma, você não vale nada, mas eu voto em você".

Nenhum comentário:

Postar um comentário