sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Carros de luxo. Segue a farra na ALEPE

Por Edilson Silva

População na RMR ou anda a pé, de bicicleta ou em ônibus lotados.

Está lá no Edital do Pregão Eletrônico N.º 013/2011, Processo 083/2011. Uma frota de carros a serem alugados para a Assembleia Legislativa de Pernam,buco. No meio da frota de 45 veículos, ao custo de aproximadamente R$ 2 milhões/ano, 12 veículos de alto luxo, avaliados em aproximadamente R$ 230 mil a unidade. Vejam o tipo: “Veículo tipo executivo, com 04 (quatro) portas, ar-condicionado, direção hidráulica, espelhos retrovisores elétricos, rádio AM/FM com CD player, banco traseiro bi-partido, acionamento elétrico dos vidros das portas, travas elétricas, capacidade para 07(sete) passageiros, motor diesel turbo intercooler com no mínimo 2.982 cilindradas e potência mínima de 163CV, 04 (quatro) cilindros, 16 (dezesseis) válvulas, tração 4x4, freio a disco nas quatro rodas, tipo Utilitário Esportivo Luxo.”. Instala um GPS no danado e podem ir ao Paris-Dakar!

O céu é o limite para os privilégios na Assembleia. Parece que ali se pode tudo: reeleição ilimitada da Mesa Diretora, auxílio-moradia retroativo – inclusive para quem mora em Recife, e um sem fim de apetrechos que não cabem neste artigo de opinião. Hoje se sabe inclusive que o ex-líder do governo na Casa, deputado Isaltino Nascimento (PT), mesmo licenciado, anda desfilando pelos finais de semana com um carro também de luxo, locado pela Assembleia, ou seja, pago com os nossos impostos.

Será que os deputados não têm vergonha de alugar estes carros de alto luxo ao verem os policiais saírem às ruas com viaturas capengas para prestar seu serviço público à população, como bem denunciou a recente Operação Polícia Legal, realizada pelas associações dos policiais¿ Não se envergonham ao ver a população apinhada em ônibus lotados e quentes pela região metropolitana do Recife¿ Será que não tem um mínimo senso de proporcionalidade, ou ao menos de solidariedade¿

Os nobres deputados já recebem um salário bastante respeitável; tem assessores; verbas de gabinete; auxílio pra uma série de “necessidades”; e ainda assim querem que o contribuinte pague carros de alto luxo. Querem viver como executivos de mega-corporações privadas às custas dos impostos pagos pela população sofrida de nosso estado. Não é justo!

O povo brasileiro já não está tolerando estas práticas. As novas mídias, redes sociais, ajudam a população a organizar seu sentimento de repúdio a este tipo de desrespeito. E não se trata de fazer aqui uma denúncia despolitizada. O Poder Legislativo e seus membros devem ter todas as condições para exercer seus mandatos, mas com equilíbrio, proporcionalidade, moralidade, que são princípios impregnados em nosso ordenamento jurídico.

Presidente do PSOL-PE


Nenhum comentário:

Postar um comentário