segunda-feira, 13 de junho de 2011

GREVE DOS SERVIDORES DA CPRH - Carta Aberta à Sociedade

Texto distribuído pelo SINTAPE e funcionários da CPRH durante
solenidade do Prêmio Vasconcelos Sobrinho.

Hoje, Sexta-feira, 10 de Junho de 2011, a Agência Estadual de Meio Ambiente – CPRH realiza a XXI Edição do Prêmio Vasconcelos Sobrinho. Mas você sabe quem foi Vasconcelos Sobrinho?

João Vasconcelos Sobrinho nasceu no dia 28 de abril de 1908, em Moreno - PE. Pioneiro na área dos estudos ambientais no Brasil foi considerado em seu tempo uma das maiores autoridades em ecologia da América Latina. Faleceu em 1989 e em sua homenagem a CPRH atribui, desde 1990, o Prêmio Vasconcelos Sobrinho. Portanto, aqueles que o recebem devem se sentir honrados, pois são reconhecidos como sucessores do seu legado.

Entretanto, se Vasconcelos Sobrinho estivesse vivo: será que ele gostaria de ver seu nome emprestado a um prêmio concedido por uma Agência Estadual de Meio Ambiente que, nas atuais condições, pouco faz pelo meio ambiente em Pernambuco?

Da porta para fora, caro leitor, a CPRH passa a imagem de uma instituição séria e comprometida com a causa ambiental. Contudo, a realidade é bem diferente.

· Funcionários desvalorizados, sem plano de cargos e carreiras e com vencimentos inferiores aos de Agências que desempenham funções semalhantes.

· Não houve nenhum treinamento para atender a totalidade do corpo funcional.

· Dos 348 nomeados através do Concurso Público realizado em 2008, mais de 140 desistiram da vaga, em grande parte devido às condições de trabalho e à baixa remuneração.

· Existencia de pressões e constragimentos em ambiente de trabalho.

· Há setores na CPRH que contam atualmente com apenas 1 funcionário.

· Há uma sobrecarga intensa de processos na pauta dos analistas e técnicos ambientais, algumas com mais de duzentos processos.

· Servidores desenvolvendo atividades que demandam conhecimento de áreas divergentes de sua formação.

· A nova sede, que deveria estar concluída desde 2010, sequer teve suas obras iniciadas.

· O laboratório da CPRH funciona em condições precárias: alagamentos, falta de materiais, entre outros.

· Atualmente o espaço destinado a refeição, confraternização e descanso dos funcionários encontra-se sob ameaça de desativação pela diretoria.

Nosso pleito é por condições de trabalho que possibilitem dar cumprimento à nossa missão: garantir o exercicio das atribuições legais desta Agência e o respeito ao meio ambiente

Visite nosso blog, conheça o nosso movimento, entenda melhor o nosso pleito, junte-se à nossa causa, lute conosco por um Pernambuco sustentável não apenas nos discursos, mas na prática.

Blog: http://www.meioambientesociedadeevozes.blogspot.com

Siga-nos também pelo Twitter: #grevecprh e pelo Facebook: Greve CPRH.

Nenhum comentário:

Postar um comentário