quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

NOTA DA EXECUTIVA ESTADUAL DO PSOL/PE SOBRE PARTICIPAÇÃO DO PV NO GOVERNO EDUARDO CAMPOS

Acompanhamos pela imprensa as movimentações envolvendo o Partido Verde e o novo governo estadual de Eduardo Campos. Diante da opção da direção do PV-PE de iniciar um processo de ingresso deste partido no secretariado do governo estadual, ponderamos o que segue:
1- O PV recebeu do povo pernambucano importantes votações para a presidência da República, com Marina Silva, para o governo do estado, com Sergio Xavier, e para o senado, com Renê Patriota. Na avaliação do PSOL, apesar das críticas naturais que temos, razão inclusive de nossa não aliança em 2010, o PV fez uma bonita campanha, debatendo idéias importantes, propagando a necessidade de mudanças no jeito de tratar a política e recebendo da população um importante respaldo;


2- Em nossa modesta avaliação, entendíamos que o PV, pela proposta apresentada por Marina Silva e Sergio Xavier, iria manter sua independência em relação aos governos Dilma Roussef e Eduardo Campos, em função destes governos já terem definido uma pauta ambiental distinta daquela que sabemos ser a mais adequada ao desenvolvimento sustentável defendido pelos ambientalistas honestos. Entendíamos, e ainda entendemos, que o PV e seus quadros tinham e têm papel importante a cumprir no âmbito da organização de uma fiscalização e oposição parlamentar, institucional e popular, ambiente onde devem encontrar-se o PSOL, lideranças partidárias independentes, movimentos sociais, ambientalistas, o Ministério Público, órgãos de fiscalização e outros atores que devem somar-se ao esforço para evitar que o crescimento econômica seja sinônimo de devastação ambiental;


3- Na medida em que o PV ingressa no governo estadual não há debate programático sendo feito, não há uma síntese de programas, mas o respaldo a um governo que já optou por um determinado modelo de crescimento e que busca em sua nova fase legitimar um de seus maiores passivos políticos: o ambiental. O ingresso do PV no governo dará coloração verde à não revitalização do Rio São Francisco, ao desmatamento dos manguezais de Suape, à instalação de uma usina nuclear às margens do Rio São Francisco. Em suma, o PV no governo Eduardo Campos cumprirá o mesmo papel de Marina Silva no governo Lula, ou seja, mesmo que honestamente, estarão respaldando projetos que poderiam ser barrados ou rediscutidos de forma estrutural se tivéssemos uma Marina Silva do lado de fora do governo, e não lá dentro;


4- Ponderamos ao PV, publicamente, que reflita sobre a sua posição e mantenha-se num campo independente, realizando uma oposição responsável, criativa, articulada com a sociedade civil e demais forças que devem unir-se do lado de fora do governo para fiscalizá-lo e cobrá-lo onde for deficiente, papel que o PSOL, com todas as suas conhecidas deficiências, buscará cumprir de maneira honesta e honrosa.


Recife, 29 de Dezembro de 2010


Executiva Estadual do PSOL/PE

Nenhum comentário:

Postar um comentário